mecânico

Mecânico auto: 3 Passos para se tornar num

É apaixonado por carros? A ideia de montar peças e mexer em automóveis entusiasma-o? Talvez a carreira de mecânico auto seja a ideal para si.

Continue a ler e descubra tudo o que precisa de fazer para se tornar um mecânico auto

 

O que faz um mecânico auto?

Antes de descobrir o que deve fazer para se tornar um mecânico auto, é importante saber quais as habituais responsabilidades que o esperam no seu dia-a-dia. Geralmente, incluem:

  1. Diagnosticar os problemas dos veículos através dos seus conhecimentos, experiência e utilizando softwares específicos (a evolução da tecnologia assim o demanda);
  2. Interpretar códigos de diagnóstico de veículos para avaliar erros e causas de avarias e planear a reparação;
  3. Trabalhar com ferramentas auto e equipamentos especializados para reparar ou substituir peças específicas. Entre eles podem estar elevadores auto para trabalhar em segurança, ferramenta pneumática ou ferramenta manual;
  4. Realizar as inspeções necessárias e a manutenção preventiva recomendada pelo fabricante, como trocas de óleo ou substituição de pneus; 
  5. Desempenhar funções numa área em específico. 

 

Mecânico auto: como investir na carreira

Ser um mecânico auto significa trabalhar diariamente com automóveis ligeiros ou pesados. 

A paixão por carros leva a que muitas pessoas decidam seguir esta carreira profissional. Mas como é que se pode investir neste caminho sem qualquer formação? 

Para ajudá-lo a entender o que pode fazer para iniciar a sua carreira como mecânico de automóveis e conseguir um emprego que o realize, considere os seguintes passos:

 

1. Tire formações especializadas

Apesar de não ser impossível, pode ser difícil entrar no ramo da reparação de automóveis sem um nível mínimo de formação ou um certificado profissional. 

Atualmente ter aptidões  é especialmente importante porque muitas oficinas exigem  técnicos qualificados.

Estão disponíveis no mercado escolas que oferecem várias formações profissionais na área. Entre elas pode encontrar cursos de:

  • Mecânico de Automóveis Ligeiros
  • Pintor de Veículos
  • Reparador de Carroçarias de Automóveis Ligeiros
  • Reparador de Motociclos
  • Técnico de Reparação e Pintura de Carroçarias
  • Técnico de Mecatrónica Automóvel

Faça uma pesquisa pela internet e peça informações sobre as formações do seu interesse.

 

kroftools-subscrevernl

 

2. Considere obter uma certificação superior

Para  além de formações profissionais, existem cursos de mecânica que conferem um diploma de Técnico Superior Profissional que podem ajudá-lo a avançar mais rapidamente na sua carreira e a competir por um cargo mais gratificante.

Para se poder candidatar a estes cursos, deve ter um curso de ensino secundário profissional – como, por exemplo, um dos que referimos acima – o 12º ano completo com habilitações equivalentes, um diploma de especialização tecnológica (CET) ou ainda, um curso superior.

Os grandes fabricantes de automóveis como a Ford, Toyota, Honda, FCA Chrysler ou Mercedes-Benz (e muitos outros), têm programas de certificação específicos que também podem ser uma excelente opção para si.

Participar nesses programas vai demonstrar-lhe, entre muitas outras coisas, os prós e contras de reparar sistemas específicos de cada uma dessas marcas.

Como muitos fabricantes de automóveis agora têm sistemas exclusivos nos seus veículos que oferecem um conjunto específico de manutenção, os mecânicos que desejam progredir na sua carreira devem considerar obter uma ou várias dessas certificações de cada fabricante/marca.

 

3. Procure um local para ganhar experiência

Ainda que possa parecer difícil, existem muitos gestores de oficinas mecânicas ou concessionários prontos a oferecer uma oportunidade a quem quer aprender.

Escolha alguns dos locais onde gostaria de trabalhar e apresente-se. De forma honesta e humilde, peça uma oportunidade para mostrar aquilo que sabe e aprendeu e dê o seu melhor.

Caso não tenha qualquer experiência, pode sempre pedir para assistir a alguns dos trabalhos realizados por outros mecânicos.

Apesar da formação ser essencial, não há nada melhor do que “pôr as mãos na massa”.

Esperamos tê-lo ajudado e que a sua carreira como mecânico auto seja verdadeiramente enriquecedora.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.