fole de transmissão

Fole de Transmissão: Para que serve e Sintomas de Problemas

O fole de transmissão é uma peça essencial do sistema de transmissão de um veículo que é muitas vezes negligenciada.

Embora seja pequena em tamanho, esta peça desempenha um papel crucial na proteção e no funcionamento adequado das juntas homocinéticas (ou juntas CV).

Como qualquer componente mecânico, estes componentes estão sujeitos a desgaste ao longo do tempo e podem apresentar problemas que requerem atenção imediata. Descubra quais são e o que deve fazer.

 

O que é o Fole de Transmissão?

O fole de transmissão é uma peça auto, feita em borracha, que protege as juntas homocinéticas do eixo de transmissão e do diferencial.

 

Para que Serve o Fole de Transmissão?

O seu principal objetivo é proteger a entrada de impurezas no veio de transmissão que possam afetar a condução.

Dentro do fole, existem 3 esferas com lubrificante que impossibilitam o funcionamento normal do veículo quando entram em contacto com impurezas.

 

Como Funciona o Fole de Transmissão?

Por norma, os veículos têm 2 foles de transmissão por eixo, em que um cobre a junta CV no lado da roda e outro a junta lateral diferencial.

Uma vez que são utilizados no sistema de transmissão, só serão encontrados nas rodas que fornecem tração dianteira ou traseira ao veículo.

No caso dos veículos com tração às 4 rodas, os foles de transmissão localizam-se em ambos os eixos.

 

kroftools - subscrever newsletter

 

Quanto Tempo Dura um Fole de Transmissão?

Se adotar uma condução defensiva e fizer uma correta manutenção do fole de transmissão, este poderá durar entre 60 e 70 mil quilómetros.

No entanto, é importante lembrar que as condições adversas, como as estradas irregulares, as temperaturas extremas e a exposição a produtos químicos podem acelerar o desgaste do fole.

Além disso, se o fole não for instalado de forma correta ou se não for lubrificado com regularidade, o seu tempo de vida útil pode diminuir.

 

O que Acontece se o Fole de Transmissão Ficar Danificado?

Quando há um fole de transmissão roto, as consequências envolvem a entrada de sujidade no seu interior e a fuga de lubrificante.

Caso esta situação não se corrija com brevidade, as juntas CV podem quebrar. Se o problema persistir, o rolamento pode dobrar-se ou soltar-se, danificando o diferencial.

 

Como Saber se o Fole de Transmissão Está Danificado?

O primeiro passo para saber se está peça está danificada é efetuar uma inspeção visual.

Para isso, deve procurar o fole da roda nas rodas motrizes, sejam elas dianteiras, traseiras ou as quatro. No caso do fole do eixo de transmissão, procure-as ao lado da roda.

Procure também manchas de gordura no chão ou no interior da jante do carro, pois podem indicar que há uma rutura no fole.

Além da inspeção visual, existem sinais a que deve prestar atenção.

 

veja também - kroftools

 

Quais os Sintomas do Fole de Transmissão Danificado?

Os sinais de desgaste podem variar em função do tipo e da gravidade do dano. Contudo, alguns dos sinais de desgaste no fole de transmissão mais comuns são:

  • Rachaduras;
  • Perda de lubrificante;
  • Deformação ou desgaste irregular;
  • Perda de flexibilidade;
  • Ruídos durante a condução ou aceleração.

 

Posso Conduzir com o Fole de Transmissão Danificado?

Conduzir com um fole de transmissão danificado não é recomendado, pois pode levar a problemas mais graves no veículo.

Ao permitir a entrada de sujidade e poeira nas juntas homocinéticas, irá provocar um desgaste prematuro nas peças internas da transmissão. Como resultado, os custos da reparação são maiores.

Por outro lado, existe o risco de a transmissão falhar, o que pode resultar em perda de potência e controlo do veículo. Em casos mais graves, pode dar origem a um acidente.

 

Como Substituir o Fole de Transmissão?

Este processo envolve cuidado e precisão, assim como a necessidade de ter a ferramenta certa para substituir foles de transmissão. De um modo geral, os passos para a substituição desta peça envolvem:

  1. Elevar o veículo com a ajuda de um macaco hidráulico e apoiá-lo em cavaletes;
  2. Remover a roda que corresponde à junta homocinética que pretende substituir o fole;
  3. Desmontar a junta CV, assim como os componentes necessários, para ter acesso a ela. Para isso, deve soltar as abraçadeiras para foles de transmissão;
  4. Limpar com cuidado a área ao redor da junta CV e instalar a nova peça, usando um cone para montar foles de transmissão;
  5. Remontar todos os componentes que removeu para ter acesso às juntas homocinéticas;
  6. Reinstalar as rodas, apertando as porcas com uma chave de roda.

 

Posso Substituir o Fole de Transmissão em Casa?

Apesar de o processo parecer simples, não é recomendado que substitua esta peça em casa.

Para garantir que o processo é feito com segurança, o melhor é recorrer a uma oficina mecânica especializada.

 

Qual o Preço de um Fole de Transmissão?

O custo de um novo fole de transmissão depende do tipo de carro, assim como se se trata de uma peça original ou de marca branca.

 

Quanto Custa Substituir o Fole de Transmissão?

O valor da substituição desta peça varia da oficina mecânica a que recorrer, que irá ter por base o tempo despendido para substituí-la.

O preço médio para este serviço é de 50 euros. Deve também acrescentar o valor do alinhamento da direção, que é aconselhável nestes casos.

Procura saber mais sobre o mundo automóvel? Então siga-nos no Facebook e acompanhe todos os conteúdos que partilhamos diariamente.

 

KROFtools - Facebook

 

KROFtools - Download catálogo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.